24 DE JUNHO, DIA MUNDIAL DOS DISCOS VOADORES

Hoje, a chamada Ufologia Moderna faz 68 anos de idade, tendo sido iniciada quase informalmente em 24 de junho de 1947. E logo algumas semanas depois, 02 de julho do mesmo ano, já era coisa secreta para os militares americanos. Na primeira data houve um grande avistamento de uma frota de UFOs no noroeste dos EUA e, na segunda, a queda de um deles em Roswell.

Assim teve origem a Ufologia e, em seguida, a política de acobertamento dos fatos relativos a ela, uma espécie de “anti-Ufologia”. Hoje, quase sete décadas depois, a Ufologia cresceu enormemente, venceu os preconceitos, a incredulidade, a marginalidade e é cada dia mais respeitada em todo o mundo. Já a “anti-Ufologia” só é mantida graças a mentes retrógradas de meios científicos e militares, enquanto que pessoas esclarecidas de todo o planeta já a condenam abertamente.

É um dia para se comemorar. Ainda estamos longe de muitas importantes respostas sobre nossos visitantes extraterrestres, mas muito mais perto de obtê-las do que quando os pioneiros desta fascinante pesquisa deram origem a ela. Estamos com a sensação de que se aproxima, e rapidamente, o dia da grande revelação sobre “eles”, quando saberemos finalmente suas origens e intenções.

Dentro de algumas décadas, e há até cientistas garantindo que não passam de duas, estaremos frente a frente com nossos visitantes. Nós os conheceremos, poderemos conviver com eles, entender suas mentes e talvez até visitar seus mundos. Deixaremos de ser cidadãos terrestres para sermos cidadãos cósmicos. Espero estar vivo para ver isso ocorrer. Deveremos isso à Ufologia.

Eu pesquiso Ufologia há mais de 40 anos (tenho 53), tendo começado com leituras aos 10 anos, com investigações próprias aos 12, com minha primeira palestra aos 14. E nunca parei. Foram centenas de investigações e milhares de palestras em mais de 50 países. São quatro décadas dedicadas a este fabuloso mistério, uma paixão que me levou, ainda aos vinte e poucos anos, a criar a Revista UFO, que hoje tem 31. É a mais antiga publicação de Ufologia da Terra, referência no mundo,

Em celebração ao Dia Mundial dos Discos Voadores, publico abaixo um texto interessante que escrevi há 20 anos e atualizei agora. Ele mostra como devemos encarar a existência dos discos voadores e suas visitas à Terra, ou seja, a partir da pluralidade de suas origens, visto que o universo tem bilhões, senão trilhões, de formas de vida avançada e muitas já chegaram até aqui.

Feliz aniversário, Ufologia. E obrigado por toda a alegria que você já me deu.

A. J. Gevaerd

Criador e editor da Revista UFO

www.ufo.com.br

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *